Felipe Orro e Mandetta prestam contas e agradecem Universidade por doações aos desabrigados

Publicado em: 28/03/2011 - 15:15

Os deputados felipe Orro (PDT) e Luiz Henrique Mandetta (DEM) foram pessoalmente ao Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, na manhã desta segunda-feira (28), agradecem pelo empenho e o sucesso obtido na campanha de arrecadação de donativos em favor dos desabrigados pela enchente em Aquidauana e Anastácio. “Viemos cientificar que chegou na ponta. Tudo o que foi doado já está com as famílias necessitadas”, disse Mandetta ao coordenador do Curso de Direito do Centro Universitário, professor Ricardo Cândido.

“Nossa preocupação era fazer com que as doações chegassem rápido às mãos das pessoas vítimas da enchente, mas também que a distribuição fosse justa, só para quem realmente precisa. Por isso pedimos ajuda à Pastoral da Criança, o pároco de Aquidauana, padre Reginaldo Padilha, é que se encarregou de fazer a entrega”, relatou Felipe Orro.

Os acadêmicos do curso de Direito do Centro Universitário da Anhanguera foram os principais colaboradores na campanha de arrecadação de alimentos, roupas e até mobiliário para os desabrigados de Aquidauana e Anastácio. As 17 turmas, com 937 alunos ao todo, envolveram-se na campanha fazendo doações e também coletando produtos na comunidade.

Só em gêneros alimentícios os acadêmicos arrecadaram o suficiente para montar 150 cestas básicas, comida que garantiu o sustento de muitas famílias que haviam perdido quase todos seus pertences na cheia. Além das cestas, os acadêmicos arrecadaram 240 litros de óleo de soja e 105 produtos de higiene e limpeza avulsos. A rede Comper doou 90 garrafas de água mineral de 1,5 litros, 120 frascos de água sanitária, 60 garrafas de 2 litros de refrigerante, 400 caixas de sabão em pó; 100 unidades de sabonete, 288 tubos de creme dental, 60 quilos de feijão e 160 pacotes de papel higiênico.

O coordenador do Curso de Direito do Centro, Ricardo Cândido, disse que também ficou surpreso com a mobilização e rapidez da campanha. “Já tínhamos desenvolvido outras ações em favor de entidades filantrópicas, mas nunca nada dessa magnitude e com a velocidade que aconteceu. Foi em menos de uma semana”, pontuou.

O acadêmico Rafael Rodrigues, que integrou a equipe de coordenação da campanha, confessou que suas expectativas também foram superadas. “A gente pensava numa meta alta, meia tonelada de alimentos. No fim conseguimos muito mais que isso”. Só as 150 cestas básicas pesaram 3 toneladas.

No total, incluindo as doações de outras empresas e pessoas, foram enviados cerca de oito toneladas em alimentos e roupas para Aquidauana e Anastácio, produtos que lotaram dois caminhões. Para a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) foi entregue uma caminhoneta cheia de alimentos e roupas destinados aos desabrigados de outros municípios. As cheias atingiram 18 cidades em Mato Grosso do Sul neste ano.

Comentários do Facebook