Feijoada possibilita iniciar construção da sede da Associação dos Autistas

Publicado em: 08/07/2019 - 13:13

A arrecadação com a venda de ingressos
para a 8ª Edição da Feijoada da Solidariedade, realizada no último sábado (6), totalizou
R$ 30.570 mil, recursos que possibilitam o início da construção da sede da Associação
dos Familiares de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista. Atualmente, a instituição
está sediada na casa da presidente Adriana Ferreira Duarte. “Com a nova sede vamos
poder acolher melhor as famílias e oferecer outros serviços como atendimento
médico e educacional”, disse Adriana Duarte.

Organizadora do evento, a médica Viviane
Orro agradece aos colaboradores da Feijoada e a participação dos amigos que em
cada edição, fortalecem a credibilidade da grande festa solidária. “Em cada edição
vemos aumentar o envolvimento da sociedade e empresários locais que nos
auxiliam quando solicitamos um pedido de apoio. Quem foi na Feijoada sabe que é
um evento grandioso e a gente procura organizar ele muito bem. Essa credibilidade
não é minha, a credibilidade é de todo o grupo”, afirma a médica.

Fundada em 2018, a Associação dos Autistas
atende cerca de 20 famílias. Adriana explica que a entidade realiza trabalhos
de orientação e acolhimento das famílias, além dos encaminhados necessários. “Fornecemos
as devidas orientações sobre direitos e assessoria para o acesso a esses
direitos. Fazemos reuniões quinzenais mediadas com uma psicóloga para ajudarmos
as famílias lidar melhor com os desafios do dia a dia de ter um filho autista. Com
isso, trabalhamos também na conscientização da sociedade”.

Para o vereador Edinho Grance, que
esteve presente no evento beneficente, essa cooperação é de grande relevância. “A
Associação é nova, mas presta um importante serviço na região que precisa do
apoio geral da comunidade. O deputado estadual Felipe Orro, com sua
representatividade, prestará um grande suporte à Associação”, pondera o
vereador.

Sobre a rede solidária criada com a
Feijoada da Solidariedade, Adriana Duarte diz que a parceria representa
dignidade e respeito. “Até então nós não éramos vistos aqui na região. A partir
da divulgação da Feijoada promovida pelo deputado Felipe e sua esposa Viviane
Orro, fomos notados e respeitados. A Feijoada já faz parte do calendário de
Aquidauana, e estamos muito felizes de sermos a entidade beneficiada na edição
deste ano. É uma ajuda muito bem-vinda que vai nos fortalecer e viabilizar a
chegada de novos associados”.

Felipe Orro conta que o Transtorno do
Espectro Autista (TEA) precisa ter um melhor entendimento e esclarecimento entre
as pessoas para acabar de vez com o tabu criado em meio à síndrome,
desmistificar o assunto entre as famílias.

“Trata-se de uma síndrome que até
há pouco tempo era um tabu nas famílias. Esperamos que, através da Feijoada da
Solidariedade, possamos divulgar ainda mais o trabalho da Associação e ampliar
a assistência às pessoas que têm autistas na família”, declarou Felipe
Orro.

Outras
Doações

Durante o evento, também houve doações espontâneas
por parte de empresários para o custeio da festa: Regina Eleusis e Ruy Fagundes
da Fazenda Fortaleza (R$ 500); Iberê Lins Da empresa Solos (R$ 500); Amélia Barbosa Durães da Fazenda Aurora em Jardim (R$ 500); Fernando Assunção
Passos da Fazenda Joana em Nioaque (R$ 500); o pecuarista Tinho Cicalise (R$
100); e os vereadores Valter Neves, Edinho Grance e Lenilda Damasceno que
doaram R$ 100 cada.

Já para a Paróquia Nossa Senhora da
Conceição de Aquidauana, foram arrecadados R$ 3.200 mil com a venda de doces e o
leilão de um bolo confeitado especialmente para ocasião.

O evento contou com shows musicais do
Grupo Sampri, Alex & Yvan e da dupla Lucas e Fagner.

Participou da Feijoada a vice-presidente
da Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Mato Grosso do Sul (AMA-CG), Flavia
Caloni Gomes; o vereador de Aquidauana, Gabriel Silvério da Silva; o presidente
da Cassems, o médico Ricardo Ayache; o comandante do 9º Batalhão de Engenharia
de Cobate, tenente-coronel Luiz Alexandre Vieira da Costa; entre outras
autoridades.

Nas sete edições anteriores da Feijoada
da Solidariedade, foram atendidas as seguintes entidades: Projeto Padrinho
(2008); Pastoral da Criança (2013); Pestalozzi (2014); Apae e Sociedade
Missionária Ebenézer (2015); Lar Bethânia (2016); Associação Redentorista
Beneficente Imaculada Conceição (2017) e; Projeto Adote 1 Atleta (2018).

Comentários do Facebook