Deputados indicam nomes para receber Comenda Ministro Wilson Fadul

Publicado em: 19/04/2011 - 9:09

Os deputados estaduais já indicam nomes para receber a Comenda do Mérito do Trabalho Ministro Wilson Fadul, em sessão solene que a Assembleia Legislativa realizará no dia 2 de maio, a partir das 19h30, no Plenário Júlio Maia. Tanto a sessão solene quanto a comenda são proposições do deputado estadual Felipe Orro (PDT). É a primeira vez em 33 anos de história que o Parlamento estadual faz homenagem aos trabalhadores.

A Comenda do Mérito do Trabalho Ministro Wilson Fadul se destina a homenagear trabalhadores dos setores público e privado, autônomos, profissionais liberais ou empreendedores que tenham ações comprovadas em benefício de seus empregados, e lideranças sindicais. Cada deputado estadual indica um nome para receber a comenda.

Entre as homenagens já definidas se destacam líderes sindicais, empresários com militância em entidades classistas e pessoas que, com o esforço do próprio trabalho, desafiaram o destino e transformaram suas vidas e de seus familiares. É o caso do homenageado pelo deputado Maurício Picarelli (PMDB), o empresário Benjamim Chaia: aos 12 anos de idade, começou a trabalhar em uma oficina como aprendiz de mecânico, especializou-se nessa profissão e decidiu investir no setor comercial, constituindo uma das mais sólidas empresas do ramo de autopeças do Estado. Por quase uma década presidiu a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande.

O deputado Zé Teixeira (DEM) optou por homenagear um servidor da casa, reconhecido por todos pela competência, honestidade, dedicação e simplicidade. Antônio Marcos Domingos (Toninho) trabalha há 29 anos na Assembleia Legislativa, começou como motorista e foi promovido a Chefe do Serviço de Manutenção por seu empenho e zelo no trabalho. Ajudou a fundar a Associação e o Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa, tendo ocupado os cargos de 1º Secretário, 1º Vice-Presidente e 2º Vice-Presidente destas entidades.

Já o presidente da Assembleia, deputado Jerson Domingos (PMDB), decidiu homenagear um profissional liberal, o engenheiro ambientam Juarez Casser da Cunha Clemente, com 26 anos de serviços prestados na área e que atualmente ocupa o cargo de Gerete de Recursos Florestais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). A homenagem se justifica, segundo pontou Jerson, “por sua honestidade, competência, afabilidade e total dedicação ao trabalho”.

A lista completa dos homenageados será conhecida na quinta-feira (21). Os deputados estaduais têm até amanhã (20) para indicar os nomes.

Sobre Wilson Fadul

A escolha de Wilson Fadul para nominar a Comenda do Mérito do Trabalho não se dá por acaso.  Foi o maior trabalhista que já militou em Mato Grosso do Sul. Começou sua carreira política em 1950, elegendo-se vereador em Campo Grande pelo PTB. Foi prefeito da cidade em 1953, em outubro do ano seguinte foi eleito deputado federal por Mato Grosso.

A estrela de Wilson Fadul brilhou com toda intensidade durante o governo Jango ao assumir, em 1963, o Ministério da Saúde. O golpe militar de 1964 tirou o mandato de Fadul, que passou, então, a articular a redemocratização do país através da Frente Ampla. Era o interlocutor de Jango, o presidente deposto.

O Ato Institucional nº 5 (A-I 5) de 1967 colocou a Frente Ampla na clandestinidade e forçou Wilson Fadul ao exílio, na França, onde aproveitou para estudar Filosofia. Com a anistia de 1979 retornou ao Brasil e ajudou Leonel Brizola a fundar o PDT. Foi o primeiro candidato a governador do PDT em Mato Grosso do Sul, em 1982. Aos 91 anos de idade, vive no Rio de Janeiro com a família. 

Comentários do Facebook