Celina deixa legado de trabalho e seriedade, diz Felipe Orro

Publicado em: 02/03/2011 - 10:10

“Celina
foi uma das melhores figuras públicas que este Estado já produziu.
Seguindo o exemplo do seu pai, o ex-governador Wilson Martins, ela deixa
um legado de trabalho e seriedade”, disse o deputado estadual Felipe
Orro (PDT), em pronunciamento da tribuna da Assembleia Legislativa, na
sessão solene realizada na manhã desta quarta-feira (2-03) em homenagem à
conselheira do Tribunal de Contas falecida na madrugada da
segunda-feira.

Felipe Orro externou “sentimento de carinho ao
desembargador Abdallah Jallad, aos seus filhos, ao dr. Wilson Martinse a
todos os familiares, e me somo aos colegas nessa homenagem a nossa
querida Celina”.

Indicada por unanimidade pela Assembleia para
ocupar a vaga deixada pelo conselheiro aposentado Osmar Dias, Celina
Jallad foi a primeira mulher a compor o Tribunal de Contas do Estado,
sendo empossada no dia 30 de novembro de 2010 e, portanto, permaneceu
apenas três meses no cargo.

“Me recordo do dia da posse no TCE,
quando fomos cumprimentá-la, ela estava feliz, iniciando um novo
trabalho, uma nova luta, ao mesmo tempo em que travava uma batalha para
restabelecer a saúde”, lembrou o pedetista.

O comportamento
sempre sorridente da ex-deputada, seu jeito carinhoso e gentil de tratar
a todos, sua dedicação ao trabalho foram aspectos destacados por Felipe
Orro, em seu pronunciamento. “Com certeza fará muita falta, mas sabemos
que ela está bem, ao lado do pai do céu, a olhar por todos nós, por seu
pai, seu filhos.”

Por fim, Felipe Orro reiterou a solidariedade
aos familiares, demais deputados e aos servidores da Assembleia, “que
tiveram o privilégio de conviver com Celina por 16 anos”. Após a posse
do professor Rinaldo Modesto (PSDB) na vaga de Carlos Marun, que se
licenciou para assumir a Secretaria Estadual de Habitação, a sessão
ordinária foi transformada em solene exclusivamente para homenagear
Celina Jallad.

Comentários do Facebook