Campanha de Felipe contra uso de copos plásticos tem parceria do TRE-MS

Publicado em: 23/04/2019 - 15:15

A campanha do deputado
estadual Felipe Orro, que busca desestimular o uso de copos plásticos em
repartições públicas, ganhou um parceiro importante. O TRE-MS (Tribunal
Regional Eleitoral) aboliu o uso desses materiais nas dependências internas e
nas demais repartições da Justiça Eleitoral. A Portaria Nº 54/2019 que trata do
assunto foi publicada dia 27 de março e tem “a finalidade de diminuir ao máximo
os impactos ambientais, além de modificar atitudes e práticas pessoais,
adotando posturas sustentáveis no trabalho”.

Felipe apresentou Moção
de Congratulação ao presidente do TRE, o desembargador João Maris Lós, durante
a sessão desta terça-feira (23) da Assembleia Legislativa, parabenizando-o “pela
atitude corajosa e de vanguarda”.

O deputado ressaltou a
importância do não uso de copos descartáveis como uma das posturas sustentáveis
capazes de amenizar os impactos da poluição no meio ambiente. A iniciativa, segundo
Felipe, “serve como exemplo para conscientizar a sociedade e ampliar a adesão”.

“Um copo plástico é
usado por cerca de 15 segundos, em média. É o tempo de tomar um cafezinho ou um
pouco de água, de refrigerante. No entanto, na natureza, demora até 400 anos
para se decompor. Entope bueiros, provoca alagamentos, dissemina doenças, causa
mortandade de animais aquáticos ao ser confundido com alimento. É um mal da era
moderna, da comodidade, que precisa ser abolido pelo bem da vida”, disse
Felipe.

Lei
Sustentável

Por ocasião da
comemoração do Dia da Água (22/03), Felipe apresentou na Assembleia Legislativa
o Projeto de Lei que institui a campanha de incentivo a não utilização de copos
e xícaras de plástico em repartições públicas estaduais, como uma forma de
amenizar os graves danos ambientais causados pelo descarte inapropriado do
plástico.

A campanha deverá ser
desenvolvida em quatro etapas: preparação, motivação, divulgação, implantação e
monitoramento. Na fase preparatória os coordenadores da campanha devem reunir
dados gerais sobre o uso do material, os impactos ambientais, etc.

Na fase seguinte,
propõe trabalhar as dimensões emocionais e sensoriais incentivando os
servidores a aderir a alternativas que substituam os copos e xícaras de
plástico. Nessa etapa também será definido o calendário para implantação da
campanha completa.

O alerta vai para o
fato de que, segundo pesquisas, o plástico quando exposto ao calor (em contato
com bebidas quentes ou usado para aquecer comida no micro-ondas, por exemplo) libera
substâncias tóxicas que podem desencadear uma série de doenças, como
esterilidade masculina, diabetes, hiperatividade, câncer.  Por essa razão é que o deputado propõe serem
promotoras da campanha as Secretarias de Meio Ambiente e também de Saúde.

Gabinete
Sustentável

A campanha começou no gabinete
parlamentar, onde o deputado entregou aos colaboradores, uma garrafa de
alumínio para água e xícaras de porcelana para o café.

“Vamos fazer nossa
parte, se cada um adotar essa postura, o problema se resolve de imediato. Mas a
totalidade é difícil conseguir assim tão depressa. Então, se a maioria reduzir
o uso, já será uma vitória importante. Vamos pensar que é nosso planeta, nossa
casa que pede socorro. E a atitude de hoje favorece não apenas a nós, mas garante
uma vida melhor para nossos netos e as gerações futuras”, garante o
deputado.

O projeto foi apresentado
em plenário e está na CCJR (Comissão de Constituição e Justiça) para
apreciação.

Comentários do Facebook