Após apelo de Felipe Orro, indígenas de Aquidauana recebem cestas básicas

Publicado em: 11/03/2011 - 10:10

Duas
semanas após o deputado estadual Felipe Orro (PDT) ter cobrado, da
tribuna da Assembleia Legislativa, a regularização da entrega de cestas
básicas nas aldeias indígenas de Aquidauana, a Secretaria de Estado de
Trabalho e Assistência Social fez a distribuição dos alimentos, nesta
quinta-feira (10). Foram atendidos os moradores das aldeias Lagoinha,
Bananal, Colônia Nova e distrito de Taunay.


Cada cesta contém
27,3 quilos de alimentos, incluindo arroz, feijão, sal refinado,
macarrão, leite em pó, óleo, açúcar, fubá, farinha de mandioca e
charque. Aquidauana abriga sete aldeias onde vivem milhares de famílias
e, segundo relataram lideranças indígenas as cestas básicas não eram
distribuídas desde outubro do ano passado.


As lideranças
indígenas, acompanhadas do empresário Odilon Ribeiro, estiveram em
audiência no gabinete do deputado Felipe Orro, no dia 21 de fevereiro.
Na sessão legislativa do dia seguinte (22), o deputado apresentou uma
indicação ao governador e à secretária de Trabalho e Assistência Social,
cobrando a imediata regularização do fornecimento de cestas
alimentícias para os indígenas.


O pedido foi atendido nesta
quinta-feira. “Vamos torcer para que não haja mais a interrupção no
fornecimento das cestas. As aldeias são muito pobres, não circula
dinheiro ali, então as famílias precisam, contam muito com essa ajuda
para sobreviver”, comentou o deputado.


Segundo disseram os
indígenas, a distribuição das cestas era feita regularmente, todos os
meses, até outubro do ano passado. “Depois da eleição não entregaram
mais. Só houve uma distribuição, em dezembro, por pressão do Ministério
Público. E aí parou de novo”, disse o ex-cacique da Água Branca,
Waldomiro Francisco.


Além do restabelecimento do programa, os
indígenas reivindicam o reforço da cesta, com produtos que, segundo
eles, foram retirados ou tiveram a quantidade reduzida. É o caso do
charque, que antes vinha dois quilos e diminuiu para um; mesmo caso do
fubá, já a sardinha em latas e a erva mate não integram mais a cesta e a
farinha de trigo, nunca foi repassada.

Comentários do Facebook