Felipe alerta para urgência no controle de incêndios no Pantanal: ‘situação é grave’

Publicado em: 12/09/2019 - 16:16

O deputado estadual Felipe Orro usou da
tribuna na Assembleia Legislativa para alertar Brasília sobre a urgência em
controlar os incêndios que consomem áreas rurais do Mato Grosso do Sul,
principalmente na região do Pantanal e no Parque Nacional da Serra da Bodoquena
onde foram registradas grande parte das queimadas. Felipe apresentou números
alarmantes publicados na última terça-feira (10), pelo Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais (Inpe), que mostra Mato Grosso do Sul com 1.579 focos de
incêndio somente no mês de setembro. No mesmo período do ano passado, o Estado
apresentava 642 focos ativos detectados pelo satélite.


“Nós precisamos de auxílio no aumento da
frota de caminhões, aviões e nas brigadas de combate aos incêndios. É urgente
nossa situação que a cada dia se agrava. Faço este apelo ao presidente da
República e aos nossos ministros da bancada federal para que nos ajudem neste
momento, ajudem Mato Grosso do Sul”, alerta o deputado.

Nesta quinta-feira (12) o governo do
Estado publicou decreto declarando situação de emergência em vários municípios
por culpa das queimadas, medida que agiliza a articulação de recursos e
estruturas para fazer frente ao problema.

Ainda de acordo com números divulgados
pelo Inpe, três municípios do Estado aparecem no topo do ranking nacional das
queimadas. Corumbá é líder de queimadas no País e registrou somente este ano
3.137 pontos ativos. Em terceiro lugar está Porto Murtinho com 375 focos e
Aquidauana, com 232 pontos de incêndio é o nono da lista, somente no mês de
setembro.

“As queimadas do mês de setembro no
Estado estão matando mais que todos os crimes ambientais registrados no País
nos últimos dez anos. Precisamos receber o auxílio do governo Federal e que o
governo do Estado faça os investimentos necessários para combater e ajudar a
área rural do Mato Grosso do Sul que já afeta a vida nas cidades”, reitera
Felipe.

Comentários do Facebook